É assim que se faz Ciclovia!!! That is the way a bicycle path should be!


Governo de PORTO ALEGRE / EPTC,  é assim que devemos ser tratados nesta capital. Com projetos de ciclovias assim e não um “brete” ao lado de um arroio, entenderam!????

Bicycle lanes in the Netherlands are red. They are like a red carpet for cyclists. They are not just a bit of paint. It is actually a thick layer of very smooth red asphalt. This video shows a road (Parklaan) being resurfaced in the city of ‘s-Hertogenbosch (a.k.a . Den Bosch). It makes clear how it is done. Four machines rolling down the street on a Sunday, Two with the red asphalt for the cycle lanes, two with black asphalt for the car lanes. The same night the white lines were painted on and the following day all traffic could use the street again.
Infrastructure like this makes cycling attractive and pleasant.
learn more: Here

Ciclovias na Holanda são vermelhas. Elas são como um “tapete vermelho” para os ciclistas. Elas não são apenas um pouco de tinta. É realmente uma espessa camada de asfalto muito liso vermelho. Este vídeo mostra uma estrada (Parklaan) sendo reparada na cidade de Hertogenbosch (aka. Den Bosch). Ele deixa claro como é feito. Quatro máquinas rolando pela rua em um Domingo, duas com o asfalto vermelho para as ciclovias, duas com asfalto negro para as pistas de carro. Na mesma noite as linhas brancas foram pintadas sobre o pavimento e no dia seguinte todo o tráfego poderia usar a rua novamente.
Infra-estrutura como esta faz o ciclismo atraente e agradável.
Saiba mais: Aqui

 Antes do reparo

 Após o reparo

Agora vamos para Porto Alegre. Está sendo construída uma ciclovia na Avenida Ipiranga, ao lado do arroio/córrego conhecido vulgarmente como “Dilúvio”. A mesma só esta sendo implantada agora pois conta com dinheiro da iniciativa privada ( uma rede de supermercados e um shopping center, este é o “resumo da novela.  Uma obra morosa, atrapalhada e fora do que se espera para a segurança e melhor locomoção de todos os ciclistas, dos trabalhadores que fazem uso da bike até os atletas em seus treinos na Ipiranga.

Entenda melhor através dos links e das fotos do que está sendo feito por aqui.

O Inicio da OBRA pela ZERO HORA.  aqui pelo Sul21 e aqui no Diário da Encosta da Serra .

   Como podem ver a pedalada de abertura do início da obra foi bem bonita e organizada. (ironia)

Aqui já começam as “trapalhadas”, rede elétrica, energia, choque, morte!?? Tanta coisa para se preocupar após o inicio de uma obra, (belo planejamento).

Divergência entre o prefeito e o secretário estadual de Infraestrutura e Logística sobre a obra da ciclovia.

E agora o mais novo capitulo da novela “Porto Alegre das Ciclovias” é o “guard-rail” que será implantado. Um “Guard-rail” ou “brete”!????

A engenheira responsável afirma em entrevista que este “brete” “Em termos funcionais, ficou perfeito“. Se ficou perfeito para “enfeiar” a nossa cidade o objetivo foi alcançado.

 

Implantando o dito Brete, digo, guard-rail.

 Mais uma do “brete-rail”

Então pessoal o que motivou todo este imenso post foi lá em cima o vídeo dos caras que são a nossa inspiração no que diz respeito a ciclismo e mobilidade sustentável. Espero que isto sirva para alertar as pessoas. Assim tendo os opostos contrapostos nos faz ver melhor o que se quer. Soluções bem pensadas, praticas e com segurança (ciclofaixas no lado esquerdo da via).

E também o que se quer é não ter nisto uma piada.

     Gostou do BL@G? Compartilhe no botão a baixo e “curta” também a página no FACEBOOK. Lá com informações diferentes e a liberdade para você interagir, comentando e postando. Link – PEDALE, viva em equilíbrio!

Anúncios

Sobre PEDALE

Um entusiasta do ciclismo e afins, apaixonado por este veículo. Tendo este blog voltado a incentivar e estimular cada vez mais o uso da bicicleta como meio de transporte e lazer.
Esse post foi publicado em Midia, Rotas/caminhos e marcado , . Guardar link permanente.

8 respostas para É assim que se faz Ciclovia!!! That is the way a bicycle path should be!

  1. Ana Santos disse:

    Gostei muito do seu blog.
    Já estive em Porto Alegre e andei muito a pé sozinha por essa cidade fora – ruas super animadas e tão seguras como Lisboa ; )
    Estou muito interessada em trocar experiências e, do ponto de vista académico, tenho até uma linha de investigação nessa área que deixo aqui resumida:
    Mobilidade e lazer – esta linha de investigação tem como ponto de partida os usos da bicicleta para questionar (des)equilíbrios dos modos de vida , do corpo (exercício e saúde), da relação homem – natureza, da energia e economia sustentada.
    Seria muito bom partilharmos estudos realizados nesta área no âmbito das Ciências Sociais – Sociologia, Antropologia, História, Ciências do Desporto. Fica então o apelo. Grata pelo espaço dado e Bom Ano para o blog.
    .

  2. Pablo Weiss disse:

    Parabéns, a postagem ficou bem legal!
    Só é preciso salientar que, segundo a legislação de trânsito brasileira, no exemplo mostrado no vídeo temos a construção de uma ciclofaixa e não uma ciclovia.
    Uma ciclovia possui uma barreira física, uma ciclofaixa não.
    A Eptc e muitos ciclistas que compareceram em reuniões durante o ano de 2011 defendem a implantação de ciclovias, mesmo com um custo bem mais alto e obras mais demoradas.
    Eu prefiro sempre as ciclofaixas, mas esta questão também esbarra em motivação política.
    Uma ciclofaixa normalmente é “construída” em cima da pista de rolamento, sendo necessária a redução do espaço destinado ao trânsito de veículos automotores, atitude para a qual nossa Prefeitura não está disposta.
    Abraço.

    • Carlo disse:

      Ola Pablo, tudo joia!? Obrigado pela participação, é sempre de grande valia interferências que venham a contribuir para o blog e para os leitores.

      Eu, no que diz respeito ao que comentaste te digo que optei por manter a denominação de uso mais comum, digamos assim, para a descrição do vídeo. Este preciosismo de denominações só existe aqui no Brasil. mas também não é importante para o contexto deste post. O que está firmado aqui é a morosidade nesta obra da Av. Ipiranga, o perigo (a meu ver, pelo fato de andarmos no canteiro e ao lado do arroio/córrego) e esta gambiarra que esta se demonstrando o tal guard-rail.

      Nossa cidade não merece isto, ficara mais feia com arroio/córrego ainda poluído/sujo (vá saber quando os órgãos públicos o despoluirão) e com uma “cerca” no seu bordo.
      Eu também prefiro as ditas ciclofaixas sempre, e na ausência delas a via pública. Bom, nós já pedalamos juntos no POA BIKERS, então isto não é novidade para nós, não é mesmo, :))! E quanto a ciclovia da Ipiranga eu digo que provavelmente não transitarei por ela e indicarei caminhos alternativos para as pessoas usarem.

      Aqui mesmo no blog tem uma página com a nossa legislação e por consequência um glossário com as denominações e significados dos termos existentes nela.
      https://pedalevivaemequilibrio.wordpress.com/codigo-de-transito-brasileiro/

      E também temos aqui no blog uma outra página com as dicas, aqueles procedimentos q nós usamos para os leigos seguirem dentro do trânsito.
      https://pedalevivaemequilibrio.wordpress.com/dicas/

      Bom, é isto.
      Valeu mais uma vez pela tua participação e contribuição, grande abraço e ótimas pedaladas.

      Carlo.

  3. heltonbiker disse:

    Não vamos nem falar de ciclovias. É assim que se faz RUA. Olha o que são as nossas, todas desniveladas, onduladas, com bueiros desalinhados, etc, etc.

  4. Pingback: “EPTC inicia testes de novo guarda-corpo”… a saga continua | PEDALE, viva em equilíbrio!

  5. Pingback: Obrigado EPTC pela campanha em Porto Alegre. | PEDALE, viva em equilíbrio!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s